terça-feira, 10 de junho de 2014

"O castigo regulamentado", por João dos Santos



«Nos tempos de hoje, o que os pais pedem ao método pedagógico, é a forma rápida de obter uma preparação prática feita no tempo convencional. Nesse sentido as crianças são “castigadas” com a obrigação de aprenderem matérias para as quais não estão preparadas, são forçadas a um excessivo número de horas de escola, de classes de estudo, de deveres para fazer em casa, de explicadores. Assim, algumas vezes sucede chegarem à consulta do médico esgotados, por 8, 9 e mesmo 10 horas de obrigações diárias! E não havendo tempo para brincar ou para a ginástica – jogos e distrações – as crianças sentem-se culpadas de não corresponderem às exigências dos pais e chegam mesmo a considerar que todos esses castigos são justos!»

João dos Santos, (1982). Ensaios sobre educação, 1° v: A criança quem é? Lisboa: Livros Horizonte

Para ler mais: http://joaodossantos.net/